A PMC - Digital usa cookies para melhorar a navegação dos seus utilizadores. Ao navegar este site aceita a nossa política de cookies.

Criar uma marca é como criar um filho, menos a parte das fraldas!

Branding

22 set 2016 em Artigos por Leonardo Vieira

Criar uma marca é como criar um filho, menos a parte das fraldas! Para ajudá-lo, reunimos 9 dicas que podem conduzi-lo ao sucesso.  
Criar uma marca é como criar um filho, menos a parte das fraldas!

Eu não faço ideia de como é criar um filho, mas bem sei, por alguns amigos, o quão difícil pode ser.  
 
Tal como os filhos, as marcas nascem e, à medida que crescem, vão ganhando força para caminhar sozinhas. Pois bem, mas para isso é preciso garantir toda a segurança e escolher os melhores caminhos. E, repare, há aqui uma vantagem muito grande: é que as marcas não fazem cocó.   
 
Para ajudá-lo a criar uma marca, reunimos 9 dicas importantes a considerar, no caso de querer aventurar-se neste mundo.  

  1. Entenda o mercado!
  2. Escolha um nome do qual se orgulhe.
  3. Pesquise sobre a concorrência.
  4. Tenha uma impressão digital!
  5. Imagine a sua marca como uma pessoa.
  6. Apaixone-se pela sua marca!!
  7. Descubra como criar uma ligação emocional com os seus potenciais e atuais consumidores.
  8. Seja consistente na sua comunicação!
  9. Construa um site como se fosse a sua sala de estar.

 

1. Entenda o mercado!

Ok, tem jeito para fazer bebés, tudo bem.  
A sua paixão são os miúdos e acha que faz todo o sentido criar uma marca de roupa para bebés.  Então, decide abrir a sua nova loja onde mora, que por acaso é em Vila Velha de Ródão. Esqueceu-se de um pormenor: é o concelho mais envelhecido de Portugal. 
“Mas é a minha paixão e não quero desistir dela!”  
A não ser que seja o Gengis Khan da zona, não me parece que vá ter muito sucesso. Observe as necessidades do mercado, fale com as pessoas! Pode ser que a sua ideia até se enquadre. 

Voltar

 

2. Escolha um nome do qual se orgulhe.

Antes de se por a pensar no nome questione-se se: 
Quer internacionalizar a marca; 
É esteticamente atrativa; 
Existe um domínio disponível (e.g. .com, .pt, .eu...); 
O nome da marca soa bem e se tem conotações negativas noutros países; 
É claro e fácil de pronunciar. 
É de fácil memorização. 
Estas são algumas das questões principais a que deverá responder. 

Voltar

 

3. Pesquise sobre a concorrência.

Pode ter tido um momento “Eureka!” e até não ter concorrentes que ofereçam os seus produtos/serviços, mas caso haja, tente saber tudo sobre eles. Onde é que eles se encontram? O que é que oferecem? Tomam banho de tarde ou de manhã? Toda a informação é preciosa (ou quase toda).  
Para criar uma marca, convém que conheça os seus concorrentes. Aprenda com os seus erros e com as suas qualidades.

Voltar

 

4. Tenha uma impressão digital!

Questione-se sobre qual será o seu fator diferenciador. Se vai abrir um negócio e associar a sua marca a este, deverá ter um fator diferenciador. Tenha uma impressão digital! Seja diferente! Se vai abrir uma hamburgueria, ou a tal loja de bebés, faça-o de forma a que as pessoas olhem para a sua marca e reconheçam o que faz de diferente.

Voltar

 

5. Imagine a sua marca como uma pessoa.

Se pudesse descrever a sua marca, como seria? Fresca ou old soul? Seria divertida ou séria? Afável ou dura de roer? Classifique-a. Criar uma marca implica ter que definir bem a personalidade desta. Pense nela como uma pessoa com valores, crenças e propósitos.

Voltar

 

6. Apaixone-se pela sua marca!!

Imagine que odeia chocolate, um pouco impossível eu sei, mas imagine... pode ser? Pronto, esqueça o chocolate. Imagine que odeia hortaliças! Agora imagine que vai promover a sua marca de hortaliças porta a porta mas, antes, vai encher o bandulho de hortaliças para viver a verdadeira experiência da sua marca! Ena, deve saber tão bem e, aposto, vai transmitir bem a paixão que sente por hortaliças ao seu consumidor. Ou então, não. Sentir-se apaixonado pelo que promove é meio caminho andado para o futuro da sua marca.

Voltar

 

7. Descubra como criar uma ligação emocional com os seus potenciais e atuais consumidores.

Provavelmente já frequentou um sítio que, por algum motivo, nunca foi o seu sítio favorito, mas algo o faz voltar, sem saber bem o porquê. Podem ser os momentos que lá viveu, a sangria deliciosa que bebeu ou aquela senhora tão carismática do quiosque que, embora só venda 3 tipos de jornais, todos os dias o cumprimenta com um sorriso genuíno. Faça os seus clientes sentirem que a sua marca oferece momentos e não apenas objetos ou serviços.

Voltar

 

8. Seja consistente na sua comunicação!

Ter facebook é uma ferramenta MUITO importante para comunicar a sua marca, mas imagine que tem 3 pessoas que têm acesso à administração do facebook da marca: A Dona Aurora da secretaria, a nova estagiária toda jeitosa e você. Ora, obviamente, a Dona Aurora adora os gatinhos do facebook, a nova estagiária os festivais de verão e você adora ver Game of Thrones enquanto come milka. Nada de mal em nenhum dos gostos. O único problema é que são três pessoas diferentes, com gostos diferentes e, possivelmente, valores diferentes. Muito provavelmente, os três terão uma comunicação diferente nas diversas plataformas. Não deixe que isso aconteça, defina bem o tom em que vai comunicar com os seus consumidores e aí sim, envolva toda a gente no processo, ou, delegue a função a uma pessoa apenas. Criar uma marca significa criar uma identidade, tente não ter uma identidade bipolar (ou até multipolar, se é que isto existe!).

Voltar

 

9. Construa um site como se fosse a sua sala de estar.

Se gosta que a sua sala de estar seja confortável, fácil de limpar, cheirosa e bem decorada para receber os seus amigos, porque motivo há de ter um site que se pareça com o windows 95 e nem abra em condições nos telemóveis (mobile responsive)?! O seu site é a sua porta de entrada virtual. Faça os seus consumidores e potenciais consumidores sentirem-se em casa! Se foi perfeccionista em todos os passos no momento de criar uma marca de valor, não deixe um dos aspetos mais importantes fugir.  
 
Agora vá, atire-se aos lobos!  


 



SE DESEJAR SABER MAIS SOBRE DESIGN & BRANDING E CATÁLOGOS DE PRODUTOS
CONTACTE-NOS


 

Outros Artigos de Blogue

ESTAMOS AQUI. FALE CONNOSCO.